Omraam Mikhael Aivanhov – Os animais.

Grande Fraternidade Branca, Textos

gorila filhote com mãe

Os animais

“Para estudar um animal, o naturalista examina detalhadamente a sua anatomia, a sua fisiologia, e mostra todas as particularidades do seu modo de vida e do seu comportamento. Depois disso, ele acha que o conhece bem.

Mas não! Para se conhecer verdadeiramente os animais é preciso penetrar neles. Vocês dirão:

– Mas isso é insensato e, além disso, é impossível!

Não, não é insensato e nem impossível. Não digo que se deva fazê-lo, simplesmente eu digo que só se conhece verdadeiramente uma criatura se, pelo menos por um momento, puder penetrar e viver nela.
Assim, para poder ascender a graus ainda mais elevados da evolução, algumas almas humanas, ou até angélicas, passam por provas especiais que as obrigam a viver temporariamente no corpo de um animal.

Por quê alguns povos ainda consideram sagrados certos animais, a ponto de lhes prestarem cultos? Porque eles sabem que os animais podem ser habitados por espíritos superiores aos dos seres humanos.”

Pensamento do dia 18 de janeiro de 2013.

porquinho

Consequências dos maus tratos aos animais

“Como a maioria dos seres humanos considera os animais? E como ela se comporta em relação a eles? O modo como exploram determinadas espécies é realmente infame. Para obterem a carne, a pele, o couro, os chifres ou alguma outra parte do corpo do animal, eles não recuam diante de nenhuma crueldade.

Porém, os seres humanos estão condenados a pagar um preço muito caro por essa crueldade para com os animais.

Aparentemente, as guerras têm apenas causas políticas, econômicas etc. Na realidade, elas também são consequências de todos os massacres de animais pelos quais os humanos são culpados.

A lei da justiça, que é implacável, os obriga a pagar, com o seu próprio sangue, aquele que fizeram correr matando os animais.

Quantos milhões de litros de sangue derramados sobre a Terra gritam vingança para o Céu! E a evaporação desse sangue atrai uma multidão de larvas e de entidades inferiores do mundo astral, que envenenam a atmosfera da Terra e alimentam os conflitos.

Os seres humanos querem a paz – por assim dizer – mas enquanto continuarem a massacrar os animais, eles terão a guerra.

Essa é uma verdade que não se conhece, e que talvez não seja aceita. Mas o fato de não ser aceita não mudará nada: os humanos serão tratados como tiverem tratado os animais.”

Pensamento do dia 20 de fevereiro de 2012.

 

Esses textos são recebidos da Edizioni Prosveta em italiano, e traduzido por Ana Lucia G. Sarcià para o português (do Brasil), com o objetivo de difundir as mensagens do Mestre Omraam Mikhaël Aïvanhov.
Champa - Exercício Chapéu de Ouro.
Livro De Bem com Você: Acredite em Deus e não nas mentiras que você conta a si mesma.
Zé do Coco - É uma questão de escolha.
Saint Germain - É o momento da libertação.
A Prosperidade é energia.


Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *